sábado, 17 de dezembro de 2011

Op-Art

A arte que engana o olhar.

.


A Op-art, abreviação de optical art, foi um movimento artístico que surgiu na década de 1960, ao mesmo tempo nos Estados Unidos e na Europa. A primeira obra que se enquadra neste movimento foi “Zebra”, feita por Victor Vasarely nos anos 30. Tal obra era composta por listras diagonais pretas, brancas e curvadas, passando ao observador, a impressão de uma visão tridimensional. Clique no ícone abaixo e veja diferentes obras da Op-Art.
 

Pop Art

Perceba como os artistas se apropriam dos objetos do dia a dia

domingo, 3 de julho de 2011

Romeu e Julieta

Opereta




OPERETA
É um gênero de ópera mais leve e mais curta. É caracterizada pela música alegre e viva, pelo enredo descontraído e pelos diálogos falados entre números de música cantada; as operetas são às vezes chamadas óperas ligeiras.
Nas operetas norte-americanas, o diálogo tanto pode ser falado como cantado; nas italianas, é conduzido em recitativo seco, isto é, recitativo sem acompanhamento e a orquestra dá alguns acordes para dar o tom ao cantor; nas operetas inglesas, francesas e alemãs, grande parte do diálogo é falado.
A opereta teve seu início no século XVIII. Um compositor austríaco, Franz von Suppé, escreveu mais de 150 operetas, que eram muito populares em Viena. Suas obras mais conhecidas são A Bela Galatéia e Boccaccio. Johann Strauss, também austríaco, compôs O Morcego e O Barão Cigano, operetas mundialmente famosas. A mais famosa opereta e de maior sucesso é A Viúva Alegre, composta por Franz Lehár.

sábado, 2 de julho de 2011

Teatro Vaudeville


VAUDEVILLE

Do final do século XIX em diante, o termo vaudeville designou a um tipo de espetáculo que consistia em atos variados, canções, sketches, números com animais adestrados, etc. Esse tipo de espetáculo foi muito popular na Europa e nos Estados Unidos, sobretudo por ter sido um entretenimento muito adequado ao gosto e ao padrão moral da pequena burguesia.

Fonte. VASCONCELLOS. Dicionário de Teatro. Porto Alegre: L&PM, 2001.


Burleta teatral


Burleta - Comédia satírica de costumes acompanhada de números musicais.

Farsa Teatral


A farsa é um tipo de drama escrito com o propósito de provocar riso. Possui uma estética em que os personagens são rudes ou exageradamente fracos, covardes e impotentes; as situações são de exagero, improváveis, tendo por cenário consultórios de dentista, consultórios médicos, o quarto de dormir, a recepção de hotéis, etc.  É comum a associação entre a farsa e a comédia.

sábado, 16 de abril de 2011

Como criar vídeo simples com imagens

Abra uma pasta em seu computador para armazenar imagens, vídeos e músicas que farão parte do seu vídeo.
Busque imagens na web no site de sua preferência, tendo como nossa sugestão o


Abra o programa MovieMaker e comece a trabalhar. Na dúvida de como usá-lo, assista o vídeo abaixo.


Após terminar seu vídeo, poste-o em que qualquer Podcast, tendo como nossa sugestão: 
 OU 

Depois poste-o em seu CADERNO DIGITAL ou peça seu professor para analisa-lo e postar no blog da turma.
BOM TRABALHO!



Imagens de Cenários para Planta Baixa


quarta-feira, 23 de março de 2011

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Conexão Estética


Resumo dos seguintes Movimentos Artísticos e Estruturas artísticas:
Arte Figurativa, Arte Abstrata, Op Art, Pop Art e Arte Conceitual.



quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Teatro Épico - Bertolt Brecht

O “Teatro Épico” tem por objetivo despertar o espírito crítico do espectador e para isso Brecht utiliza o Efeito de distanciamento ou Estranhamento
O teatro brechtiano é considerado uma estética do Realismo Crítico.

video

domingo, 23 de janeiro de 2011

O Naturalismo Teatral

O Termo Realismo, no teatro, foi muito mais utilizado nos países Anglo-americanos, enquanto na França e maior parte da europa, do século XIX, o teatro que surgia se contrapondo às convenções do Classicismo e do Romantismo teatrais, era denominado Naturalista.

video

Seguidores